O projeto que disseminou o conceito de acessibilidade nas praias para todo o Brasil está de volta em mais uma temporada com muitas novidades!

Em sua 9ª edição, contará com as atividades:Banho de Mar Assistido, Stand Up Paddle, Surf Adaptados, Handbike, Frescobol, além de eventos como “Samba de Roda”, “III Desafio de Vôlei Sentado”, “Luau Praia Para Todos”, “I Campeonato de Surf Adaptado Praia Para Todos”.

Praias e atividades: O projeto acontece simultaneamente nas praias da Barra da Tijuca e Copacabana.


OBSERVAÇÃO: Todas as atividades esportivas e de lazer funcionarão de dezembro a março. Nos meses de abril e maio, a atividade oferecida será o banho de mar.

 

O Praia Para Todos é um projeto idealizado pelo Instituto Novo Ser em 2008 cujo ideal e objetivo era desenvolver, mediante parceria entre os setores público e privado, uma infraestrutura acessível para as pessoas com deficiência em pelo menos um posto de cada praia da cidade do Rio de Janeiro.

A ideia resumida era que em cada posto de salvamento houvesse recursos assistivos (cadeiras anfíbias, esteiras, material desportivo e de apoio) e uma equipe técnica para desenvolver atividades inclusivas para pessoas com deficiência e facultar toda segurança necessária. Além disso, que o entorno do posto e o próprio posto fosse dotado de todas as exigências normativas de acessibilidade, não só para o deficiente físico, mas para todos.

Começou aí o projeto piloto, inédito e inovador no Brasil, batizado de PRAIA ACESSÍVEL – LAZER PARA TODOS. Este projeto foi realizado na Praia do Leblon (Posto 11) no verão de 2009, aproveitando a esteira de bambu instalada em 2006 pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro em parceria com o CVI – Centro de Vida Independente. Na época, vale assinalar, não havia nenhuma ação conhecida de inclusão nas praias. Apesar da relevante iniciativa da esteira de bambu instalada dois anos antes, a mesma não era usufruída por cadeirantes, os quais careciam de apoio e infraestrutura específicos.

O projeto contou com o apoio da empresa Michelin e da Secretaria Municipal de Turismo, além da parceria com um grupo de surf adaptado, convidado com o intuito de agregar mais uma iniciativa desportiva ao projeto.

O sucesso foi tão grande, devido principalmente ao histórico esquecimento deste importante e concorrido espaço pelo poder público com relação às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, que foi necessário a expansão e a redefinição da estratégia do projeto. Surgiu, a partir de então, o PRAIA PARA TODOS, implementado no início de 2010 de forma itinerante. O programa percorreu as principais praias da cidade (Barra da Tijuca, Copacabana, Ipanema e Piscinão de Ramos), com o objetivo de contemplar diferentes cenários e comunidades e disseminar os conceitos de Acessibilidade e Inclusão.

Em 2011 e 2012 o programa ocorreu no posto 3 da praia da Barra da Tijuca com o objetivo de consolidar esse ponto como referência de acessibilidade para outros locais. O ano de 2013 foi marcado pela expansão para a praia de Copacabana, que ganhou também um ponto fixo, no período do verão, em parceira com o 3º GMar, por iniciativa do Ten. Cel. Marcelo Pinheiro. A ação conjunta entre o Instituto Novo ser e o 3º. GMar possibilitou uma enriquecedora troca de experiências, além do suporte logístico (armazenamento e transporte de materiais).

O programa teve enorme repercussão em nível nacional e internacional e transformou, sem dúvida, o paradigma com relação à acessibilidade nas praias brasileiras. Representantes de todos os estados do litoral fizeram contato para conhecer o projeto de forma a replicá-lo em sua região. O objetivo do Instituto Novo Ser, nesse sentido, podemos afirmar, foi cumprido com total êxito.

O PRAIA PARA TODOS atende às necessidades de cerca de 50 pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida por dia, em cada praia. Desde o início foram realizados cerca de 3.500 atendimentos diretos.